segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Movimentação em prol das vitimas das catástrofes ambientais

A Associação Blumenauense de Parkour (ABluPk) promovera dia 06/02/2011, durante todo o dia no parque Ramiro Ruediger, uma arrecadação de donativos para as vitimas das catástrofes ambientais. A idéia surgiu a partir da mobilização nacional incentivada pela Associação Brasileira de Parkour (ABPK), onde varias cidades de varias partes do Brasil se mobilizam para ajudar como podem as pessoas que devido as catástrofes necessitam de ajuda.

O evento ira transcorrer no período das 8hrs até as 22hrs de domingo (06/02/2011), sendo que durante este período irão ocorrer oficinas de parkour para iniciantes e oficinas de dança de rua. A idéia principal é que todo o tipo de pessoa, praticante ou não de parkour, vá ao parque e faça sua colaboração.
Para isto iremos distribuir panfletos no parque e em outros locais, divulgar nas redes sociais da internet, radio e televisão. A divulgação se faz necessária nesta mobilização para que mais pessoas possam saber da arrecadação e colaborar como puderem, para que assim a mobilização ajude substancialmente quem precise.

Mais informações:

domingo, 12 de dezembro de 2010

Encontro fim de ano!

Combinamos então um encontro-de-final-de-ano que já ta virando tradição.
Levar bermuda, água, protetor solar e camisas modas.

Vai ter camisas modas pra comprar por 20 reais, branca comprida e curta, preta curta e azul against competition.

ATIVIDADES SUGERIDAS
DIAS 18/12/10
HORARIOS 09:00:00 Encontro na Praça das Americanas
HORARIOS 09:00 até 12:00 Treino Livre
HORARIOS 12:00 até 13:00 Almoço
HORARIOS 13:00 até 15:30 Treino Fisico ou Treino Tecnico
HORARIOS 15:30 até 19:00 Treino Livre
HORARIOS 19:00 até 20:30 Algo parecido com o hell night (opcional) :)
Talvez um churras depois!


19/12/10
09:30:00 Encontro no Terminal do centro para deslocamento para a praia
10:00 até 11:30 Treino de Giro ou Curtição na praia
11:30 até 13:00 Almoço
13:00 até 15:30 Mais praia
15:30 até 19:00 Voltamos para o centro e mais um treino de parkour (bom pra evitar transito das 17hrs também)
19:00:00 despedida dos nossos amiginhos

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

CFT

A ABluPk (Associação Blumenauense de Parkour) tem o orgulho de oferecer o CFT (Curso de Formação de Tracers). Sabemos que ninguém é capaz de “formar um tracer”, mas o curso tem por finalidade moldar o caráter de um verdadeiro tracer. O curso é totalmente gratuito. Inspirado em métodos de cursos militares, o CFT além de proporcionar uma grande bagagem teórica e prática sobre o parkour, tem por objetivo desenvolver nos alunos liderança e responsabilidade juntamente com respeito e altruísmo, mas principalmente um espírito forte. O curso é ministrado por três ex-militares da infantaria (dois cabos e um soldado da reserva) que treinam parkour desde 2006. Sendo todo o curso em regime “militar”, ele se caracteriza pelo grande desgaste físico dos alunos, levando os mesmos a chegarem em seus limites, conhecê-los e então superá-los com segurança e eficiência. Visa também preparar um tracer útil ao parkour de sua cidade, trazendo conhecimento necessário para o mesmo instruir os demais praticantes e também ter a responsabilidade e compromisso para levantar a bandeira do parkour na cidade.

"Se a carcaça não aguenta, a moral sustenta"

O curso é dividido em Período Básico e Período de Qualificação.

As instruções do Período de Instrução Individual Básica (PIIB) são baseadas no Sistema de Instrução Militar do Exército (SIMEB) e compõem-se das seguintes matérias:
Conduta Militar; Educação Moral e Cívica; Justiça e Disciplina; Primeiros Socorros; Camuflagem; Marchas e Estacionamentos; Ordem Unida; Orientação; Treinamento Físico Militar; Sobrevivência; Transposição de Curso D’água; Pista de Cordas e Técnicas Especiais.

"Muitos querem mais não podem, muitos podem mais não querem..."

O Período Básico iniciou no dia 03/11/2010 e teve duração de um mês.
Foram algumas noites de ordem unida, onde os alunos receberam o armamento - uma lajota de concreto (algo presente no mundo do parkour), em que eles carregaram durante todo o curso. Teve também alguns dias de treinos baseados no “Hell Night”. E dois campos. O primeiro campo foi de sobrevivência, onde os alunos levaram apenas uma faca/canivete, fogo e o armamento, e tiveram instruções básicas de sobrevivência (montagem de acampamento e alimentação animal e vegetal), pista de cordas, nós e amarras, guarnição do acampamento, muita corrida, muito rastejo e muita flexão.


O segundo campo foi iniciado com uma marcha de 26 Km, onde eles carregaram a mochila completa, com os kits obrigatórios (primeiros socorros, sobrevivência, anotação, higiene, tora, roupa), o armamento (a lajota) e algumas toras e cruzes que representavam os alunos q pediram pra sair. No segundo campo eles tiveram instruções avançadas de sobrevivência - como obtenção natural de fogo e água, montagem de abrigos, montagem de armadilhas e armas para caça -, primeiros socorros (ministrado por um bombeiro), transposição de curso d’água e transporte de feridos.
O Período Básico acabou com um mega “Hell Night”, no pico mais sinistro da cidade.

"No parkour não entra quem quer, só quem pode já é tradição..."

O curso começou com 10 alunos e apenas 5 concluíram o período básico. No Período de Qualificação, que será realizado no início de 2011, serão abertas vagas para novos alunos (inclusive para os que pediram pra sair no período básico), porém os 5 alunos que concluíram o período básico serão os instrutores dos novos alunos, desenvolvendo assim um maior espírito de liderança e responsabilidade neles.
O Período de Qualificação trará embasamento teórico e prático como:
História do parkour; Filosofia; Nutrição; Lesões (tratamento e prevenção); Metodologia de treino; Obstáculos negligenciados (corrida, natação, escalada, rastejo...); Adversidades (obstáculo molhado, pés descalços, mãos amarradas, transporte de feridos...); Alongamento/Aquecimento/Esfriamento; Treino Técnico/Psicológico/Físico.
Isso tudo será ministrado por profissionais de Nutrição, Educação Física, Bombeiro e talvez de Medicina também.

“Tá bom porque tá ruim, seria melhor se fosse pior!” (lema do curso)

Em breve escreveremos mais detalhes, quando for concluído o Período de Qualificação.
Treinem pesado!

sábado, 14 de agosto de 2010

Encontro Catarinense de Parkour 2010

Visando unir e instruir os tracers de todo o estado de Santa Catarina, com intuito de expor um melhor conteúdo teórico e prático do parkour para uma melhor fundamentação e disseminação de forma segura do parkour no estado, realizamos nos dias 07 e 08 de agosto, o Encontro Catarinense de Parkour 2010 na cidade de Brusque.

Para que isso acontecesse o evento reuniu tracers de toda a região Sul do Brasil, possibilitando assim uma maior troca de experiências. O grande diferencial do evento foi a participação de três instrutores com certificação ADAPT, que por sua vez vieram para ministrar uma oficina e repassar parte de seus conhecimentos para os demais participantes do evento.

O encontro teve início na rodoviária municipal de Brusque, logo pela manhã. Com a presença de tracers de Blumenau – SC, Florianópolis – SC, Brusque –SC, Balneário Camboriú – SC, Barra Velha – SC, Curitiba – PR, Araucária – PR e Pelotas – RS, começamos o evento com um aquecimento orientado e depois treino livre.

Ao meio dia distribuímos almoço para os tracers, visando reduzir despesas dos participantes.

No período da tarde foi ministrada a oficina. Os praticantes foram divididos em 3 grupos. Onde cada grupo ficou um determinado tempo em cada estação de treino, cada estação tem uma finalidade visando desenvolver desde equilíbrio e vertigem até o flow, sempre alertando para uma movimentação silenciosa e conscientizando a necessidade do treino físico, tudo isso desenvolvendo a união do grupo.

Cada grupo de treino tinha um tracer adaptado e um convidado guiando as oficinas. Sempre com muito dialogo, para esclarecer e explicar as razões do treino ali exercido, para que todos os participantes pudessem compreender e mais tarde disseminar os exercícios em suas respectivas cidades.

A oficina terminou com um resfriamento e um breve bate-papo.

Novamente distribuímos a alimentação e após um breve descanso e devidamente alimentados, foi iniciado um treino físico (aos moldes do Hell Night). Esse por sua vez foi muito desgastante porem motivante, cansativo mas muito produtivo.

Aos que ficaram em Brusque, o pernoite foi no alojamento do SESI, onde tivemos bons momentos de conversa de descontração (muita música e muitos giros). No dia seguinte, pela manhã distribuímos um café da manhã e após a refeição nos deslocamos novamente para o centro. Onde treinamos durante todo o dia. E na tarde de em belo domingo ensolarado finalizamos os treinos, voltando cada um para sua respectiva cidade, com muita motivação e carga de conhecimento para por em pratica nos treinos.

Agradecemos a todos que compareceram e que fizeram com que o evento acontecesse com tanta qualidade.

Segue o vídeo de recordação do encontro: